sexta-feira, 27 de julho de 2012

Escura Liberdade


A escuridão me encanta
A luz tem mais valor
Também tem o amor
Casais apaixonados
Gays lésbicas héteros
Grupos adolescentes que só querem curtir
Um pau e uma boceta que se beijam
Lascívia
Querem transar, na verdade,
Um grupo adolescente atrapalha
Casais apaixonados
Tristes
Coitados
Duas moças do lado de lá
Cabeça tristonha em um colo afetuoso amante juvenil gostoso
Cabeça tristonha chorosa lúgubre tristonha
Casais apaixonados
Desejosa transa mental
Um viado chora
Uma sapata também chora
Consolos inocentes apaixonados
Ao meu lado
Sinto pulsar em mim a batida venérea pulsante descontrolada de
        um be-bop louco orgásmico
Dentro de mim e ao meu lado
Ao meu lado
Há mais de uma hora, talvez duas
Duas lésbicas apaixonadas estão na mesma posição
Duas pernas enlaçadas na cintura
Duas pernas apoiadas ao chão
Ah!
E um casal novo na escuridão
Heterossexual
Casais. Todos os casais
Se beijam
Se amassam
Casais! Casais!
Gays lésbicas heterossexuais
Aproximem-se! A escuridão vos chama
Aplacai vossas chamas pois aqui não há puritanos nem crianças
Por aqui só há amor sincero, lágrimas sinceras, beijos sinceros,
        abraços sinceros e um poeta sincero que expele seus versos
        como em um orgasmo sincero
Venham!
Venham todos os casais
Vampiros sexuais
Aqui os cachorros não ladram
Aqui os cachorros não ladram, mas transpiram pela língua e caminham ofegantes
        em um suspiro sexual

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leitores dos Boêmios