quarta-feira, 4 de abril de 2012

Bem-vindo ao Mundo dos Sonhos I


       Ainda é madrugada, a cidade inteira dorme, apenas eu não consigo dormir. A casa parece vazia, mas ainda ouço sons vindo de lugar nenhum. Lá fora a lua a iluminar no céu sorri para mim, ela me lembra alguém, eu só não sei quem. O vento sopra, as nuvens passam deixando o quarto na escuridão. O tempo passa, mas o sono não vem. Cansado de esperar em vão ele decide sair pra caminhar, nada como andar pelas ruas desertas à noite. Uma densa neblina toma conta do lugar, o mundo se esconde por trás das nuvens, apenas a lua está visível e tão próxima que até parece ser possível alcançá-la. Ele corre em sua direção, faz de tudo para alcançá-la, mal percebe ele que enquanto ele corre o céu se abre, as nuvens desaparecem ao seu redor. Da lua ele está cada vez mais próximo, mas algo o impede de continuar até ela, parecendo até mesmo uma força do além. Ele olha pra baixo e vê o que era, seus pés não mais tocavam o chão, por sobre as nuvens ele se encontrava. De repente, como num desenho animado, seu corpo fica mais pesado e ele despenca ao chão. Nesse momento só o que ele deseja é que tudo não passe de um sonho do qual ele está prestes a acordar, porém, estranhamente, ele sabe que tudo isso, de alguma maneira, é a realidade. Parece que dessa vez sua morte será real, e não outro sonho qualquer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leitores dos Boêmios