quarta-feira, 21 de março de 2012

Nada Além de um Sonho

Lá do alto tudo parece pequeno, pequeno e fraco, somente o vento está mais forte. Rajadas constantes parecem querer lhe derrubar, mas ele permanece imóvel, somente seus olhos percorrem a paisagem. Ele sabe que tudo não passa de um sonho, mas há algo de errado, ele não sabe o que é, ele só pode sentir. Um grito ecoa no ar, trazendo medo e pavor, trazendo um pedido de ajuda. Seu coração se acelera, o vento enlouquece, alguém o empurra, mas não há ninguém além dele, seu corpo é jogado ao vazio. Ele cai pelo infinito, um nome é sussurrado no escuro, um nome que ele jamais escutou.  Imagens surgem no nada, imagens confusas como seu sonho, é a vida passando diante de seus olhos, porém não era sua vida. Ele pode ouvir o vento, porém ele não mais o sente a bagunçar seu cabelo, só o que ele sente é medo, um medo intenso, um medo que não tem explicação. Ele ouve passos, vindo de todos os lados, indo para lugar nenhum. As imagens se tornam mais claras, ele pode ver uma moça paralisada de medo diante de alguém que ele não consegue enxergar. Ele não sabe quem ela é, mas ele quer ajudá-la, mesmo sem saber como. Dela ele tenta se aproximar, o medo se torna mais forte, quase insuportável, de repente um grito. Ele acorda de um sonho estranho do qual ele não mais é capaz de se recordar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leitores dos Boêmios