quinta-feira, 3 de novembro de 2011

       Ainda é madrugada, o mundo inteiro está a dormir, até mesmo a morte parece estar descansando. Lá no alto, por entre as nuvens, a lua aparece soberana no céu, iluminando os sonhos que vagueiam pela terra. Não há ninguém a contemplar tão bela paisagem, nem mesmo ele, ali parado olhando para o nada, vagando por terras desconhecidas, observando sonhos que não são seus, desejando encontrar o mais belo dos sonhos, o seu próprio sonho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leitores dos Boêmios