sexta-feira, 10 de junho de 2011


Foi-se embora com o vento
Dum caminhão com todo o seu poder
Seu motor tremendo e pungindo ferozmente
Quem ouve os seus lamentos

Rodando avenidas
Rodando o quanto precisar
Feroz como o estouro dum trovão
Dum raio atacando torres de energia
Um monstro vigoroso
Rodando rodovias
Rodovias de entregas urgentes
Rodovias de entregas perecíveis

Sinta o tremor do terror
E o grito motorizado retumbante

Sinta a energia que se desprende
A energia que já se foi
Foi-se embora com o vento
Dum caminhão com todo o seu poder.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leitores dos Boêmios